sexta-feira, 16 de outubro de 2020

ROTEIRO: Continuação do cartoon 16

 

O QUE ACONTECEU DEPOIS?

Roteiro de LUCIA MILLET 



CENA 1 – (INTERIOR, DIA) QUARTO DO MOTEL.
 
ANY – (olhando para o pau de Juarez após ele abaixar baixar a calça) Nossa, que pau grande!
 
JUAREZ – (sorrindo) Ficou com medinho, menina?
 
ANY – Não, é que eu não estou acostumada...
 
JUAREZ – Não vai me dizer que ainda é virgem?
 
ANY – Não. Eu já dei. Mas foram só duas vezes. E nenhum tinha um pau desse tamanho.
 
JUAREZ – Pode deixar, eu ponho devagar, vou ser carinhoso com você. (carinhoso) Você tem uma bundinha linda, Any. Bem empinada.
 
ANY – (meio sem-jeito) Obrigada, Juarez.
 
JUAREZ – (aproximando-se de Any) Vamos para a cama (e começa a beijá-la).
 
ANY – (entre os beijos) Ah, vamos... Deixa eu colocar um plug antes, assim fica mais fácil.
 
JUAREZ – (sussurando apaixonado) Faça do jeito que você quiser, amor.
 
ANY – (afastando-se dele) Espera aqui. Eu vou ao banheiro um pouco.
 
JUAREZ – (sorrindo malicioso) Eu espero.
 
Any pega a bolsa e vai para o banheiro. Juarez a acompanha com os olhos.
 
CORTE

 
 
CENA 2 – (INTERIOR, DIA) BANHEIRO DO MOTEL.
 
Mostra Any no banheiro. Ela tira um plug anal da bolsa e o introduz no cu, sem tirar a calcinha fio-dental, apenas afastando para o lado a parte que estava enfiada em seu rego. Depois de inserir o plug ela recoloca a calcinha no lugar. Any se aproxima do espelho, tira da bolsa o pó-compacto e um batom e começa a retocar a maquiagem.
 
CORTE
 
 
CENA 3 – (INTERIOR, DIA) QUARTO DO MOTEL.
 
Any sai do banheiro. Juarez está sentando na beira da cama, vestindo apenas cueca.
 
JUAREZ – (voltando a cabeça em direção a Any) Você demorou.
 
ANY – (sem jeito) Ah, aproveitei para retocar a maquiagem (sorri). Coisas de mulher.
 
JUAREZ – Você está linda, Any.
 
ANY – Obrigada.
 
JUAREZ – Sabe, eu sou vidrado em crossdressers e transexuais. Sei lá, gosto mais delas do que das mulheres biológicas. (pausa) E você está um tesãozinho, Any.
 
Juarez se levanta da cama e aproxima-se de Any. Eles se abraçam e se beijam. Um beijo profundo, demorado.
 
CLOSE
Mãos de Juarez acariciando as nádegas de Any.
 
JUAREZ – (entre os beijos com Any) Vamos para a cama, amor.
 
ANY – Vamos.
 
Eles vão para a cama redonda, circundada de espelhos.
 
ANY – Você quer que eu chupe seu pau, Juarez?
 
JUAREZ – Ah, se você quiser, eu vou adorar.
 
ANY – Eu chupo.
 
Any fica de joelhos, baixa a cueca de Juarez, tira o pau dele para fora e sem hesitar coloca-o na boca e começa a chupar, compenetrada, movimentando a cabeça, colocando e retirando o pau da boca várias vezes. Juarez geme de prazer. A ação dura algum tempo.
 
CLOSES de Any chupando e de Juarez com expressão de prazer.
 
Juarez tira seu pau da boca de Any, que olha para cima em direção a Juarez.
 
JUAREZ – Para, Any, senão eu vou gozar. Você chupa muito gostoso, mas não quero comer essa sua bundinha linda. Você dá para mim?
 
ANY – (levantando-se) Ah, eu dou. Mas põe devagar, tá? Seu pau é bem grande.
 
JUAREZ – Pode deixar. Você não vai sofrer nada. Eu vou comer você bem gostoso. Deixa eu tirar a sua calcinha (ele tira a calcinha de Any e então podemos ver o pau dela também duro e é bem menor do que o de Juarez) Deita ali de bruços que eu vou por a camisinha.
 
Any deita-se de bruços enquanto Juarez rapidamente coloca a camisinha. Ela retira o plug anal de seu anus. Pouco depois Juarez se aproxima dela pelas costas, já com a camisinha no pau.
 
JUAREZ – Ah, que bunda linda você tem, Any.
 
ANY – Obrigada.
 
CLOSE
O pau de Juarez se aproxima da bunda de Any e entra entre as nádegas dela. Começa a penetrá-la lentamente.
 
CLOSE
Expressão de dor no rosto de Any.
 
ANY – (gemendo) Ai.
 
JUAREZ – Está doendo? Quer que eu tire?
 
ANY – Tira. Tira um pouquinho. Depois você põe de novo.
 
Juarez retira a parte do seu pau que estava dentro do cu de Any. Ela respira aliviada.
 
ANY – Espera um pouco.
 
JUAREZ – Você não está pensando em desistir?
 
ANY – Não. Estou louca de vontade de dar. Só espera um pouco. (um tempo de espera, depois Any pede) Pode por de novo, Juarez. Devagar.
 
JUAREZ – Pode deixar, amor.
 
CLOSE
 
O pênis de Juarez começa a penetrar novamente Any.
 
CLOSE
 
Na expressão de dor no rosto de Any.
 
ANY – (gemendo) Ai.
 
JUAREZ – Está doendo.
 
ANY – Está, mas dá para aguentar. Não tira ele não.  (arqueja) Pode por mais.
 
Juarez introduz mais de seu pênis no anus de Any. Depois começa a bombá-la, movimentando os quadris, fazendo seu pênis ir e vir dentro de Any, primeiro lentamente, depois cada vez mais rápido.
 
CLOSE
Expressão prazer e gemidos de Juarez
Expressão de dor misturada com prazer no rosto de Any.
 
A ação se prolonga por algum tempo. Tomadas dos dois transando em várias posições, intercaladas com CLOSES dos dois mostrando com expressões de prazer. Falam frases desconexas de cunho sexual. Gemem.
 
CORTE FINAL.

terça-feira, 6 de outubro de 2020

Conto: MICHELLE NA CIDADE GRANDE

MICHELLE NA CIDADE GRANDE


Este conto é continuação de outro conto
que escrevi, Vovó Esmeralda.
Lucia Millet


A travesti Lana Almeida, de Palmas-TO, ainda bem jovem.
 

PARA LER ESTE CONTO COMPREM O

LIVRO DE LUCIA MILLET






A travesti Lana Almeida ainda bem jovem





Lana Almeida jovem.



 

A travesti Lana Almeida jovem.




A travesti Lana Almeida já com silicone no bumbum e nos quadris (12 litros), mas ainda sem as próteses nos seios.



 

A travesti Lana Almeida já com o silicone nos seios.



Lana Almeida, travesti.

 



Lana Almeida após a cirurgia de feminização facial.

 

 



A travesti Lana Almeida.

Lana Almeida